06
abr

0

TJ-PI inaugura CEJUSC V para evitar chegada de mais processos à justiça

Valorizando a resolução dos conflitos pela via consensual e autocompositiva o Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) tem instalado diversos centros de solução de conflitos (CEJUSC) em Teresina. Nesta sexta-feira (06/04) foi a vez da Faculdade CESVALE, situada no shopping Riverside (2º piso), receber o centro. Outros quatro CEJUSC’s instalados na capital ajudam a desafogar o judiciário de processos.

O Presidente do TJ-PI, Erivan Lopes, esteve presente no evento e destacou a importância destas ações que visam a solução de conflitos. “O Judiciário brasileiro sozinho não consegue resolver todas as demandas que chegam, isto já está provado. Logo, parcerias com a iniciativa privada que visam evitar que mais processos cheguem ao judiciário são fundamentais. Entendemos isso nesta gestão e temos trabalhado com este propósito”, pontuou o Presidente Erivan Lopes.

Coordenadora do CEJUSC, a juíza Lucicleide Belo destacou os resultados importantes que o judiciário vem tendo com a implantação dos centros.

“Os centro fazem a barrada dos processos e permitem que as partes, antes de acionarem a justiça, possam resolver seus problemas mais rápido, sem custos, taxas e sem constituir advogado. Permite que as partes resolvam suas demandas ainda na fase pré-processual, só depende de suas vontades. Nesta gestão do Desembargador Erivan Lopes temos tido uma atenção especial, é mérito do TJ e ajuda na solução eficaz dos conflitos”, disse a magistrada.

Na faculdade CESVALE o CEJUSC V vai funcionar no Núcleo de Práticas Jurídicas, que homenageia o professor e Desembargador do TJ-PI, Haroldo Rehem. O coordenador do Núcleo, Hebner Martins destacou a parceria firmada por meio de convênio celebrado entre as partes. “É uma conquista importante para a instituição, para a sociedade e para o judiciário. Celebramos esta parceria e estamos dispostos a ajudar muito a comunidade”, frisou.

Na faculdade o cidadão pode procurar o Centro de Prática Jurídica pela manhã ou tarde. Ao chegar, a pessoa é encaminhada para o CEJUSC, onde terá a oportunidade de resolver seu problema de forma mais rápida.

Professora da instituição, o Desembargador Haroldo Rehem foi homenageado com o nome no Núcleo de Práticas Jurídicas. Emocionado, o magistrado agradeceu pelo carinho e destacou a importância das faculdades trabalharem a questão dos temas relacionados à mediação e conciliação. “Agradeço pela homenagem e sei que a CESVALE vai colaborar muito com esta política. A mediação facilita a solução de conflitos, diminuindo, assim, o número de processos que chegam ao judiciário”, disse.

Estiveram prestigiando à inauguração do CEJUSC V os desembargadores Oton Mário (representando a Escola Judiciária), Ricardo Gentil (Corregedor Geral), o juiz Manoel Dourado (Juiz Auxiliar da Presidência) e os representantes da CESVALE, José Airton Veras Soares e Leonardo Soares, além de professores, estagiários e integrantes da instituição de ensino, bem como profissionais do CEJUSC TJ-PI.

EXPANSÃO
As primeiras cidades do interior a receberem os CEJUSC’s serão Picos, Parnaíba, Floriano e Corrente.

MAIS FOTOS DO EVENTO

FONTE: Ascom TJ-PI
REPRODUÇÃO http://www.tjpi.jus.br/portaltjpi/noticias/tj-pi-inaugura-mais-um-cejusc-para-evitar-chegada-de-mais-processos-a-justica/